Sobre

Sabe aquele conhecimento acumulado ao longo dos anos (e que você também deve ter em alguma área, talvez o próprio Direito Civil, que o/a trouxe aqui) e que nem nos damos conta de que pode auxiliar ou facilitar a vida de alguém?

Pois é… esse é o caso da autora, para com o Direito Civil.

Aprovada no concurso de escrevente do Tribunal de Justiça aos 18 anos de idade, trabalha para o órgão desde 2005 (há 13 anos),  nos últimos 5 deles como assistente jurídico, sempre na área Cível.

Nesse ínterim, concluiu graduação em Direito, pela Unesp (2010), e agora está concorrendo, na fase final do processo seletivo, a uma vaga de mestrado na USP (2019), no mesmo ramo.

Mas de onde vem tanto gosto pelo Direito Civil? (risos)

É o ramo do Direito que mais representa, a meu ver, o justo e o ético.

No Direito Civil, se você deve 100, você deve pagar 100, com juros e correção (mais multa, se pactuada).

Não se vêem figuras imorais esquisitas, como no Direito Penal, por exemplo, que contempla o crime continuado (mate 10, pague 1, com mera exasperação) ou delação premiada (seja desleal e leve vantagem). Em suma, o Direito Civil é o mais legal emoticon rindo e ponto.

Constatando que o Direito Civil é meu queridinho e que eu conseguiria – não sem esforço – contribuir para a informação de outras pessoas sobre a matéria, e após o incentivo de chegados (obrigada, especialmente, marido emoticon coração), decidi vir à rede mundial de computadores dividir com quem quer que seja (operadores do direito, estudantes, ou mesmo leigos em Direito) o que aprendi e venho aprendendo, na teoria e na prática.

Se você também gosta e/ou precisa saber mais do Direito Civil, siga este site!

Toda semana tem conteúdo novo, seriamente elaborado, com dicas que rompem as paredes da Academia, revestindo-se dos contornos práticos de uma profissional comprometida e experiente.

Aposto que algum benefício você poderá obter com a leitura (nem que seja um novo ponto de vista ou fixação da matéria estudada).

Seja bem-vindo(a)! 🙂